Gilberto Gil - Realce (1979)


Artista: Gilberto Gil
Disco: Realce
Ano: 1979
Esta edição: 1994 (Re-Edição em CD série Be$t Sellers)
Gravadora: WEA (Edição original) / WEA (Esta edição)
Estilo: MPB, Reggae
Tempo total: 38:08
Formato: MP3 320k (+ scans)

Faixas:
01. Realce - 4:44
02. Sarará Miolo - 4:50
03. Superhomem - A Canção - 4:07
04. Tradição - 4:54
05. Marina - 4:14
06. Rebento - 2:56
07. Toda Menina Baiana - 3:46
08. Logunedé - 3:58
09. Não Chore Mais (No Woman, No Cry) - 4:35

Um pouco da história:
Gilberto Passos Gil Moreira, mundialmente conhecido como Gilberto Gil, (Salvador, 26 de junho de 1942) é um político, cantor, compositor, multi-instrumentista, escritor, ambientalista, empresário e intelectual brasileiro, também conhecido por sua inovação musical e por ser ganhador de prêmios Grammys, Grammy Latino, galardeado pelo governo francês, com a Ordem Nacional do Mérito (1997), e pela UNESCO como "artista pela paz", em 1999. Gil foi embaixador da ONU para agricultura e alimentação e ex-Ministro da Cultura do Brasil (2003–2008). Em mais de cinquenta álbuns lançados, ele incorpora a gama eclética de suas influências, incluindo rock, gêneros tipicamente brasileiros, música africana e reggae, por exemplo.

A partir de 1968, o movimento começou a ser consolidado. Caetano e Gil, ao lado de Os Mutantes, passaram a participar frequentemente de programas de televisão, especialmente por Chacrinha, apresentador que tornou-se ícone do movimento. Gilberto Gil participou do espetáculo Momento 68, patrocinado pela Rhodia, levando o artista para Portugal e Espanha. Nesta época, ele começou a trabalhar com seu novo álbum solo e mais um projeto ao lado de outros tropicalistas, como Caetano, Gal Costa, Tom Zé, Nara Leão, Os Mutantes e Rogério Duprat. Em março, a gravadora lançou o primeiro single do novo álbum de Gilberto Gil, "Pega a Yoga, Cabeludo".


Realce é o seu álbum de estúdio lançado em 1979. A canção-título é inspirada na disco music e é possivelmente uma ode a beleza, na faixa, Gil contou com a guitarra de Steve Lukather, da banda de rock Toto e os teclados de Jerry Hey, arranjador da banda de funk/soul Earth, Wind and Fire, no ano seguinte, Gil participou de um show do Earth, Wind and Fire no Maracanãzinho e dividiu os vocais com o percussionista da banda Ralph Johnson, que cantou a letra em português. "Superhomem - a canção" foi composta por Gil após ouvir o relato de Caetano Veloso sobre o filme de 1978. o álbum também traz uma versão do reggae No Woman, No Cry de Vincent Ford, gravada em 1974 por Bob Marley & the Wailers, Gil traduziu como "Não chore mais", segundo ele, por não entender o que o refrão da canção original queria dizer.

Fonte: Wikipedia

Site oficial: www.gilbertogil.com.br

Outros discos da banda já foram publicados aqui no blog (ache eles AQUI).

Prévia:

PEGUE A BR! 
Senha: br320