Mais recente

Barão Vermelho - Balada MTV (1999)

Barão Vermelho - Ao Vivo + Remixes (1997)


Artista: Barão Vermelho
Disco: Ao Vivo + Remixes
Ano: 1997
Esta edição: 1997 (Edição original em CD)
Gravadora: WEA (Edição original em CD)
Estilo: Pop Rock, Eletrônica
Tempo total: 52:30
Formato: MP3 320k (+ scans)

Faixas:
Ao Vivo
01. Malandragem Dá um Tempo - 3:31
02. Jardins Da Babilônia - 3:15
03. Quando - 3:31
04. Perdidos Na Selva - 3:47
05. Amor, Meu Grande Amor - 4:26
06. Eclipse Oculto - 5:02
07. Vem Quente Que Eu Estou Fervendo - 4:20
Remixes
08. Perdidos Na Selva (Club Mix - DJ Desperado) - 5:49
09. Perdidos Na Selva (Cuca's Pop Hit Radio - DJ Cuca) - 3:47
10. Perdidos Na Selva (Cuca's 70's Radio Mix - DJ Cuca) - 3:46
11. Amor Meu Grande Amor (Radio Version - DJ Corello) - 5:33
12. Amor Meu Grande Amor (Miamix Cyberclub Edit - DJ Grego) - 5:37

Um pouco da história:
Barão Vermelho é uma banda de rock brasileiro fundada em 1981, na cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Juntamente com Legião Urbana, Paralamas do Sucesso e os Titãs é considerada uma das quatro bandas brasileiras mais influentes fundadas na década de 1980.

Após assistirem a um show da banda Queen no Morumbi, em São Paulo, surgiu o desejo em Guto Goffi (Flávio Augusto Goffi Marquesini), bateria, e Maurício Barros (Maurício Carvalho de Barros), teclado, de 19 e 17 anos de idade respectivamente, de formar uma banda de rock. Em outubro de 1981, os dois estudantes do Colégio da Imaculada Conceição, no Rio de Janeiro, escolheram o nome: Guto sugeriu e Maurício concordou que a banda usaria o codinome do aviador alemão Manfred von Richthofen, principal inimigo dos Aliados na Primeira Guerra: Barão Vermelho. Dias depois, a dupla se uniu a Dé (André Palmeira Cunha), baixo, e Frejat (Roberto Frejat), guitarra.

Em 1984, o Barão Vermelho tocou com a Orquestra Sinfônica Brasileira, e em 1985, foi convidado para abrir os shows internacionais do Rock in Rio. Depois de tanto sucesso, estava claro para todos que a carreira da banda estava consolidada.

Cazuza já havia expressado o seu desejo de fazer trabalhos solo, e era apoiado por Frejat, contanto que, para isso, ele não abandonasse a banda. A saída, no entanto, anunciada primeiramente ao público no final de um show, foi conturbada, causando uma ruptura na forte amizade que unia Cazuza e Frejat e que só veio a ser reconciliada anos depois. Com a saída, Cazuza ainda levou consigo algumas músicas para o seu primeiro disco solo. A banda superou, lançando a música "Torre de Babel", agora com Frejat no vocal.


Em 1996, a banda lançou o álbum de sucesso chamado “Álbum”, que posteriormente, em 1997, acabou recebendo uma edição especial dupla, com alguns remixes e versões ao vivo. Para completar, no mesmo ano, também foi lançada uma versão compacta trazendo apenas os remixes e as canções ao vivo.

Se seu último CD fez muito sucesso e você quer faturar um pouquinho mais em cima dele, há uma receita fácil e rápida: faça tudo de novo ao vivo (com uma ou outra canção não-incluída antes como desculpa) e acrescente uns remixes imbecis. A chance de êxito é grande. É isso que a WEA e o Barão Vermelho perceberam e colocam em prática em "Ao Vivo/Remixes". No meio disso tudo, o consumidor de música -não de rodelinhas metálicas para enfeitar a orelha- que se dane.

A banda entrou em recesso, a partir de março de 2013, mas em janeiro de 2017 a banda anunciou retorno oficial aos palcos, porém, sem a participação de Roberto Frejat. Em seu lugar, entra o cantor e guitarrista Rodrigo Nogueira, também conhecido como Rodrigo Suricato, líder da banda Suricato, revelada no talent show Superstar, da Rede Globo, em 2014. Frejat também declarou que atualmente não têm interesses profissionais com o grupo e que pretendia se reunir com o Barão quando a banda completasse 40 anos de existência em 2021, mas isso não estava nos planos dos outros integrantes, que decidiram voltar aos palcos com o novo vocalista. A banda também lançou o documentário planejado em 2013, intitulado Porque a gente é assim, dirigido pela cineasta Mini Kerti. O longa metragem fecha o ciclo de Frejat no grupo. Em novembro de 2017, o baixista e ocasional vocalista Rodrigo Santos deixa a banda para se dedicar exclusivamente aos seus projetos pessoais.

Fonte: Wikipedia & Folha

Site oficial: www.barao.com.br

Outros discos da banda já foram publicados aqui no blog (ache eles AQUI).

Prévia:

PEGUE A BR! 
MeGa
Senha: br320

Comentários