Mais recente

Arnaldo Antunes - Ninguém (1995)

Raimundos - Lavô Tá Novo (1995)


Artista: Raimundos
Disco: Lavô Tá Novo
Ano: 1995
Esta edição: 1995 (Edição original)
Gravadora: WEA (Edição original)
Estilo: Hardcore, Heavy Metal
Tempo total: 35:34
Formato: MP3 320k (+ scans)

Faixas:
01. Tora Tora - 4:15
02. Eu Quero Ver O Oco - 4:11
03. Opa! Peraí, Caceta - 2:30
04. O Pão Da Minha Prima - 2:41
05. Pintando No Kombão - 1:44
06. Bestinha - 2:28
07. Esporrei Na Manivela - 4:08
08. Tá Querendo Desquitar (Ela Tá Dando) - 3:07
09. Sereia Da Pedreira - 1:48
10. I Saw You Saying (That You Say That You Saw) - 3:24
11. Cabeça De Bode - 1:58
12. Herbocinética - 3:16

Um pouco da história:
Raimundos é uma banda de rock brasileira formada em Brasília em 1987. O nome é derivado de uma de suas maiores influências, a banda Ramones. Com 8 discos autorais, 20 anos de estrada e mais de 5 000 000 de cópias vendidas, o Raimundos está marcado na história como uma das principais bandas de rock no Brasil.

O grupo foi formado em Brasília no final do ano de 1987 com Digão na bateria e Rodolfo Abrantes na guitarra. Os dois eram vizinhos. Digão era muito influenciado por Dead Kennedys (ele considera o álbum Bedtime For Democracy o seu predileto). Na época, Raimundos era um cover de Ramones. No entanto, faltava um baixista. Rodolfo decidiu chamar Canisso para tocar com eles e com a entrada deste, a banda foi levada um pouco mais a sério.

A primeira apresentação da banda foi realizada na casa de Gabriel (cantor do Autoramas) durante a virada de ano de 1988, sendo que um dos presentes era Fred, que tornar-se-ia então baterista. A parte nordestina do som é reflexo da cultura familiar dos integrantes e das canções do compositor de forró Zenilton. "Minha família é da Paraíba, e eu me lembro que desde os dez anos, eu sempre ia naqueles churrascos com os meus pais. Tocava forró o tempo inteiro, e eu achava aquilo um saco. Só gostava das canções do Zenilton, por causa das letras sacanas, achava aquilo muito fera", explica Rodolfo numa entrevista da revista Bizz. "O pai do Rodolfo usava um disco do Zenilton para abanar o churrasco", lembra Canisso. Rodolfo é padrinho de Mike, filho de Canisso.


Esse ritmo manteve-se constante até a separação da banda dois anos após. Canisso iniciou estudo de Direito na UnB e teve filhos, Digão deixou de tocar bateria por problemas auditivos e começou a tocar guitarra. Rodolfo por sua vez passou a cantar na banda Royal Street Flesh, casou-se e mudou-se para o Rio de Janeiro.

O retorno se deu em 1992 com uma oportunidade em tocar em um bar de Goiânia. Como Digão havia passado para a guitarra a banda começou a procura por um baterista, chegando até a utilizar uma bateria eletrônica. Não obtendo bons resultados, recrutam Fred, que na época já era fã do grupo. No ano seguinte a banda gravou uma fita demonstrativa contendo "Nega Jurema", "Marujo", "Palhas do Coqueiro" e "Sanidade", iniciando então divulgação pelo país. A banda passou a ser reconhecida pela mídia e por outras bandas, e foi convidada a tocar no Rio de Janeiro. Os Raimundos chegaram a abrir apresentações de Camisa de Vênus e Ratos de Porão no Circo Voador, além de uma temporada para o Titãs.

Lavô Tá Novo é o segundo álbum de estúdio da banda Raimundos. Foi lançado em 3 de Novembro de 1995 pela gravadora Warner Music e foi produzido pelo norte-americano Mark Dearnley, que já trabalhou com AC/DC, Black Sabbath e Def Leppard. Na época, o disco vendeu em torno de 400 mil cópias.

Fonte: Wikipedia

Site oficial: www.raimundos.com.br

Outros discos da banda já foram publicados aqui no blog (ache eles AQUI).

Prévia:

PEGUE A BR! 
Senha: br320