Ultraje A Rigor - Nós Vamos Invadir Sua Praia (1985)


Artista: Ultraje A Rigor
Disco: Nós Vamos Invadir Sua Praia
Ano: 1985
Esta edição: 2014 (Re-edição em CD)
Gravadora: WEA (Edição original) / Warner Music Brasil (Re-edição em CD)
Estilo: Rock
Tempo total: 56:40 (com Bônus)
Formato: MP3 320k (+ scans)


Faixas:
01. Nós Vamos Invadir Sua Praia - 4:18
02. Rebelde Sem Causa - 3:23
03. Mim Quer Tocar - 3:51
04. Zoraide - 3:28
05. Ciúme - 4:09
06. Inútil - 3:37
07. Marylou - 2:18
08. Jesse Go - 3:52
09. Eu Me Amo - 3:34
10. Se Você Sabia - 3:39
11. Independente Futebol Clube - 2:36
Bônus:
12. Inútil (Versão Original) - 2:51
13. Mim Quer Tocar (Versão Original) - 3:03
14. Hino Dos Cafajestes - 3:02
15. Marylou (Versão Carnaval) - 2:24
16. Ricota - 3:08
17. Inútil (Ao Vivo) - 3:20

Um pouco da história:
Ultraje a Rigor é uma banda brasileira de rock, criada no início da década de 1980 em São Paulo. Idealizada por Roger Moreira (voz e guitarra base), obteve sucesso em 1983 no Brasil, devido as canções "Inútil" e "Mim Quer Tocar". Em 1985 a banda ficou nacionalmente conhecida pelo álbum Nós Vamos Invadir sua Praia que trouxe o primeiro disco de ouro e platina para o rock nacional. O mesmo álbum, mais tarde, acabou sendo consagrado como o "melhor álbum de rock nacional" pela Revista MTV, em dezembro de 2008.

A banda é um grande marco no cenário do rock nacional. Sua formação inicial era Roger, Leonardo Galasso (bateria, mais conhecido como Leôspa), Sílvio (baixo) e Edgard Scandurra (guitarra solo). Mal o nome foi adotado, Sílvio saiu para dar lugar a Maurício Defendi. Hoje, apenas Roger, idealizador da banda, continua desde a formação original.

Entre 2011 e 2013, a banda fez parte do talk show brasileiro, Agora É Tarde, da Rede Bandeirantes, apresentado por Danilo Gentili. Atualmente fazem parte do SBT onde integram o novo talk show de Gentili, The Noite.

O grupo Ultraje a Rigor começou como uma banda de covers, principalmente de Beatles, punk rock e new wave. A primeira formação, composta por Roger, Leôspa, Sílvio e Edgard Scandurra, começou fazendo pequenos shows em bares. Em 1982, decidiram que o nome da banda seria Ultraje a Rigor, um trocadilho com a expressão "traje a rigor". Roger, inicialmente, havia pensado em batizar a banda apenas como "Ultraje", mas Edgard, quando perguntado a respeito do nome, ouviu errado e perguntou: "Hã? Como é? Que traje, o traje a rigor?". O trocadilho fez sucesso e o nome Ultraje a Rigor foi adotado.

Em pouco tempo, Silvio deixou a banda e foi substituído por Maurício Defendi. Em abril de 1983, a nova formação participa do primeiro show da banda apenas com composições próprias. Após alguns shows, a banda assina um contrato de gravação com o produtor Pena Schmidt, que fazia parte da WEA e trabalhou também com artistas como o Ira! (do qual Edgard fazia parte) e os Titãs. O Ultraje então grava seu primeiro single, Inútil/Mim Quer Tocar, que, por problemas com a censura, não foi liberado até outubro daquele ano.

Edgard, já membro do Ira!, encontrou-se impossibilitado de continuar a dividir seu tempo entre duas bandas e optou pela segunda. Carlo Bartolini, conhecido como Carlinhos, foi chamado para seu lugar. Em 1984, com a nova formação, o Ultraje grava seu segundo single, Eu Me Amo/Rebelde Sem Causa. A primeira canção teve relativo sucesso, incentivado pela coincidência de seu refrão com o de Egotrip, da Blitz. A segunda música, porém, foi determinante para o sucesso da banda desde que começou a ser executada, em janeiro de 1985.

O primeiro LP da banda, Nós Vamos Invadir Sua Praia, lançado alguns meses mais tarde, fez grande sucesso. Foi o primeiro LP de rock no Brasil a ganhar Disco de Ouro e Disco de Platina. A maior parte das músicas teve grande sucesso, e a banda quebrou recordes de público em diferentes locais em todo o país, como o Canecão, no Rio de Janeiro.


Com o sucesso dos primeiros compactos, Inútil/Mim Quer Tocar e Eu Me Amo/Rebelde Sem Causa, a banda decidiu gravar seu primeiro LP no estúdio Nas Nuvens. O título do disco é explicado pelo produtor Pena Schmidt como uma provocação das bandas paulistas aos grupos cariocas, pelo fato de estar chegando uma geração de paulistas fazendo sucesso no Rio de Janeiro, um dos berços do rock nacional dos anos 1980.

Entre as principais canções do disco, estão "Zoraide", "Ciúme", "Independente Futebol Clube" (gravada ao vivo), "Eu Me Amo", "Marylou" (com participação especial de Herbert Vianna, dos Paralamas do Sucesso, na guitarra solo) e a faixa-título (com a participação dos cantores Selvagem Big Abreu, membro do grupo João Penca e Seus Miquinhos Amestrados; Lobão, Leo Jaime e Ritchie). Nove das onze faixas do disco estiveram entre as mais tocadas na época ("Jesse Go" e "Se Você Sabia" foram as exceções). O disco também fez com que os shows do Ultraje quebrassem recordes de público, principalmente no Canecão, no Rio de Janeiro.

"Inútil" e "Mim Quer Tocar", ambas do primeiro compacto, foram regravadas. "Eu Me Amo" e "Rebelde sem Causa" (segundo compacto) foram apenas reincluídas como no original.

O disco foi remasterizado e relançado em CD em 1990 e 2001, tendo como faixas-bônus as versões originais de "Inútil" e "Mim Quer Tocar", gravadas em 1983, as canções "Hino dos Cafajestes" e "Marylou (versão carnaval)" (lançadas no EP Liberdade para Marylou, em 1986) em ambas as prensagens. Na edição de 2001 foi incluída a canção "Ricota", composição de Edgard Scandurra (guitarrista do Ultraje em 1983, membro do Ira!), gravada em 1983 para o primeiro compacto e cotada para substituir "Inútil", caso esta não fosse liberada pela Censura Federal.

Já em Dezembro de 2008 pela Revista MTV, o álbum foi considerado o "melhor álbum do rock nacional".

Em 2010 o álbum foi relançado em Vinil 180 gramas, pela gravadora Polysom.

Fonte: Wikipedia

Site: www.ultraje.com

Prévia:

PEGUE A BR! 
Senha: br320

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog