Ira! - Mudança De Comportamento (1985)


Artista: Ira!
Disco: Mudança De Comportamento
Ano: 1985
Esta edição: 2000 (Re-Edição em CD)
Gravadora: WEA (Edição original) / Warner (Re-Edição)
Estilo: Pop Rock, Rock
Tempo total: 45:34 (com Bônus)
Formato:
 MP3 320k (+ covers)

Faixas:
01. Longe De Tudo - 3:18
02. Núcleo Base - 3:48
03. Mudança De Comportamento - 2:59
04. Tolices - 4:32
05. Coração - 2:35
06. Saída - 3:55
07. Ninguém Precisa Da Guerra - 3:33
08. Por Trás De Um Sorriso - 2:03
09. Como Os Ponteiros De Um Relógio - 2:16
10. Sonhar Com Quê? - 2:08
11. Ninguém Entende Um Mod! - 3:25
Bônus:
12. O Dia, A Semana, O Mês (Ao Vivo) - 3:42
13. Não Consigo Me Entreter (Ao Vivo) - 1:55
14. Sonhar Com Quê? (Ao Vivo) - 1:56
15. Ninguém Precisa Da Guerra (Ao Vivo) - 3:23

Um pouco da história:
Ira! é uma banda brasileira de rock and roll, formada em 1981, na cidade de São Paulo. A banda anunciou seu término em setembro de 2007. Em 2014 a banda anunciou sua volta.

No final dos anos 70, no outono da ditadura militar, Edgard Scandurra, fascinado pelo punk rock e, em busca desse som, ia a shows na periferia da cidade, para trocar informações com o pessoal. Foi então que Edgard e seu amigo Dino Nascimento resolveram montar uma banda que tocasse punk, sem esquecer de Led Zeppelin e Jimi Hendrix. Nascia aí a banda Subúrbio. Hoje crítico musical, Régis Tadeu foi integrante da banda como baterista . Nessa época, Edgard estudava no Colégio Brasílio Machado, onde volta e meia topava com um sujeito esquisito chamado Marcos Valadão Rodolfo, de apelido Nasi. Mesmo sem conhecê-lo, Edgard sentia simpatia pelo modo com que ele se vestia, e num desses encontros os dois acabaram se conhecendo, e ficando amigos.

Mais tarde, Edgard chamou o Nasi para participar do Subúrbio, no festihits do Ira!. Em 1980, Edgard foi convocado para servir o exército, e foi lá onde Edgard iria compor N.B. ("Núcleo Base"), que por sua vez também viraria um grande hit do Ira!.

Em 1981, Nasi chamaria o amigo Edgard para tocar num show na PUC e ali surgiria o Ira!, ainda sem exclamação. Completavam a formação o baterista Fabio Scattone, e o baixista Adilson.


Embora muitos acreditem que o nome "Ira" fosse inspirado no Exército Republicano Irlandês, ele nada mais do que remete ao sentimento de ira. Como houve muitos enganos sobre o nome, foi incrementado um ponto de exclamação na tentativa de acabar com outras interpretações, alterando, assim, para "Ira!".

Dois anos se passaram até que o produtor Pena Schimidt descobriu a banda, nessa época contando com Charles Gavin (que viria a se tornar membro dos Titãs) na bateria e Dino (companheiro da antiga banda Subúrbio) no contrabaixo, e os levou até a gravadora Warner, onde o Ira! gravaria seu primeiro compacto, IRA, que contava com as músicas "Gritos na Multidão" e "Pobre Paulista".

Em março de 1985, após trocar Dino por Ricardo Gaspa, e Charles Gavin pelo ex-titã André Jung, o Ira!, com ponto de exclamação, gravaria seu primeiro LP; Mudança de Comportamento. Que conta com 11 faixas, entre elas "Núcleo Base", "Ninguém Precisa de Guerra", "Longe de Tudo" e "Ninguém Entende um Mod".

Fonte: Wikipedia

Site oficial: www.iraoficial.com

Outros discos da banda já foram publicados aqui no blog (ache eles AQUI).

Prévia:

PEGUE A BR! 
Senha: br320

Postagens mais visitadas deste blog