Barão Vermelho - Barão Vermelho (1982)


Artista: Barão Vermelho
Disco: Barão Vermelho
Ano: 1982
Esta edição: 2012 (Re-Edição em CD)
Gravadora: Som Livre (Edição original e Re-Edição)
Estilo: Pop Rock, Blues Rock
Tempo total: 40:52 (com bônus)
Formato: MP3 320k (+ scans)


Faixas:
01. Posando De Star - 2:17
02. Down Em Mim - 3:15
03. Conto De Fadas - 3:39
04. Billy Negão - 3:23
05. Certo Dia Na Cidade - 4:43
06. Rock 'N Geral - 2:43
07. Ponto Fraco - 2:43
08. Por Aí - 3:40
09. Todo Amor Que Houver Nessa Vida - 2:15
10. Bilhetinho Azul - 2:18
Faixas Bônus:
11. Sorte E Azar - 2:45
12. Nós - 3:08
13. Por Aí (Take Alternativo) - 3:47

Um pouco da história:
Barão Vermelho é uma banda de rock brasileiro fundada em 1981, na cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Juntamente com Legião Urbana, Paralamas do Sucesso e os Titãs é considerada uma das quatro bandas brasileiras mais influentes fundadas na década de 1980.

Após assistirem a um show da banda Queen no Morumbi, em São Paulo, surgiu o desejo em Guto Goffi (Flávio Augusto Goffi Marquesini), bateria, e Maurício Barros (Maurício Carvalho de Barros), teclado, de 19 e 17 anos de idade respectivamente, de formar uma banda de rock. Em outubro de 1981, os dois estudantes do Colégio da Imaculada Conceição, no Rio de Janeiro, escolheram o nome: Guto sugeriu e Maurício concordou que a banda usaria o codinome do aviador alemão Manfred von Richthofen, principal inimigo dos Aliados na Primeira Guerra: Barão Vermelho. Dias depois, a dupla se uniu a Dé (André Palmeira Cunha), baixo, e Frejat (Roberto Frejat), guitarra.


Os ensaios ocorriam sempre na casa dos pais de Maurício e, como a banda ainda não tinha vocalista, através de uma amiga de escola, Guto conseguiu contato com um vocalista chamado Léo Guanabara (que veio a ser conhecido como Léo Jaime). No entanto, seu timbre da voz foi considerado suave demais para o rock da banda, fazendo com que seus integrantes não o aprovassem. Léo Jaime não se aborreceu com isso, pois já integrava três bandas (entre elas João Penca e Seus Miquinhos Amestrados), e indicou Cazuza (Agenor de Miranda Araújo Neto). O Barão Vermelho então estava completo.

Em 1982, o som do Barão Vermelho, lançado nas lojas dia 27 de setembro, se espalhou um pouco e agradou muito o produtor Ezequiel Neves (José Ezequiel Moreira Neves, jornalista) e o diretor da Som Livre, Guto Graça Mello. Juntos, eles lançaram a banda e, com uma produção baratíssima, em quatro dias, foi gravado o primeiro álbum do Barão, que recebeu o nome da banda. Das músicas mais importantes, destacam-se "Bilhetinho Azul", "Todo Amor Que Houver Nessa Vida", "Ponto Fraco" e "Down Em Mim".

A banda entrou em recesso, a partir de março de 2013, sem previsão de volta.

Fonte: Wikipedia

Site oficial: www.barao.com.br

Outros discos da banda já foram publicados aqui no blog (ache eles AQUI).

Prévia:

PEGUE A BR! 
Senha: br320

Postagens mais visitadas deste blog